Topo

Entretenimento


"Game of Thrones" chega ao seu fim para a grande expectativa dos fãs

19/05/2019 09h19

Los Angeles, 19 Mai 2019 (AFP) - Quem vai sentar no Trono de Ferro? Oito anos e oito temporadas depois, a série "Game of Thrones" termina neste domingo (19) depois de ter obcecado milhões de fãs ao redor do mundo e acumulado recordes.

O episódio 73 será transmitido esta noite nos Estados Unidos e deverá selar o destino de Daenerys Targaryen, Jon Snow, Tyrion Lannister, Sansa e Arya Stark, nomes que se tornaram parte da cultura popular.

O fim desta bem sucedida série de fantasia medieval, que conta a história de famílias que lutam pelo Trono de Ferro, certamente deixará um grande vazio em muitos fãs.

São centenas de milhares de pessoas que colocarão o despertador na mesma hora em que o último episódio será transmitido nos Estados Unidos para evitar o horror de um "spoiler" nas redes sociais na manhã seguinte.

De acordo com uma pesquisa encomendada pelo The Workforce Institute, cerca de 27 milhões de americanos devem assistir a este episódio, o que terá consequências na segunda-feira: reduzirão sua produtividade no trabalho, chegarão atrasados ou simplesmente não irão para seus empregos.

- Polêmica -"Queremos que as pessoas gostem" do episódio final. "É muito importante para nós, passamos 11 anos trabalhando" nesta série, disse Dan Weiss, criador de "GoT" com David Benioff, à Entertainment Weekly.

"Também sabemos que independente do que fizermos (...) muitas pessoas vão odiar até a melhor versão possível", acrescentou.

A última temporada tem sido, de fato, assunto de polêmicas.

As críticos se concentram principalmente na aceleração do ritmo da série do canal HBO, que levou a mudanças apressadas e fez com que algumas cenas cruciais durassem apenas alguns minutos, algo decepcionante depois de tanto tempo de espera.

Uma petição lançada no sábado no site Change.org pedindo uma nova versão completa da oitava temporada com "roteiristas competentes" já recolhia um milhão de assinaturas.

"A 8ª temporada teve a missão hercúlea de desvendar um incrível emaranhado de personagens e intrigas", escreveu o jornalista Luke Holland no Guardian.

"Sim, é muito curta. (...) Mas até agora está terminando adequadamente para uma série cujo desfecho, seja ele qual for, sem dúvida deixará muitos de seus seguidores furiosos", acrescentou.

Holland destacou que esta última temporada tem sido marcada por "atuações formidáveis dos atores, cenas impressionantes e uma escrita que, embora não esteja no nível de suas primeiras temporadas, conseguiu criar momentos de emoção e estupor".

- Paixão -Arya finalmente matará Daenerys? Jaime e Cersei realmente morreram? Bran Stark acabará ocupando o Trono de Ferro?

A poucas horas do final, os fãs e a mídia não param de elucubrar teorias sobre o desenlace.

O quinto episódio (penúltimo da temporada) foi visto ao vivo por 12,5 milhões de telespectadores apenas nos Estados Unidos.

Adaptada dos romances de George R.R. Martin, "GoT" se tornou a série mais assistida da HBO já em 2014.

Não foi fácil: às vezes extremamente sombria, violenta, complexa, não se encaixava num perfil típico de uma proposta voltada para um público amplo.

No entanto, conseguiu que milhões de pessoas a seguissem semana após semana, mesmo aquelas completamente estranhas ao universo "friki".

O próprio presidente Donald Trump se inspirou em "Game of Thrones" para lançar algumas de suas farpas, como quando parafraseou o famoso lema da série ("o inverno está chegando") para falar do muro que pretende levantar na fronteira com o México. "O muro está chegando", escreveu no Twitter.

Má ocorrência: em "Game of Thrones", o muro que parecia inexpugnável foi metodicamente destruído pelo fogo de um dragão.

bur-iba/ico/cn/dg/lda/rsr/mr

Mais Entretenimento