PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Criador da internet defende que usuários possam controlar seus dados

11/03/2019 20h45

Genebra, 11 Mar 2019 (AFP) - O criador da World Wide Web, o britânico Tim Berners-Lee, fez um apelo nesta segunda-feira, em Genebra, para que os usuários possam controlar seus dados, coincidindo com os 30 anos do surgimento desta rede informática mundial.

"A filosofia da Fundação para a Web é poder ter um controle completo de seus dados. Não são petróleo, não são uma matéria-prima, não são uma substância", declarou Berners-Lee em uma entrevista a um pequeno grupo de jornalistas no Cern, uma organização europeia de pesquisa nuclear, onde a internet nasceu.

"Não deveria ser possível vendê-los por dinheiro. O controle e o acesso aos dados é um direito", afirmou.

No entanto, reconheceu que é difícil impor uma regulamentação estrita em todos os casos. "Às vezes é necessário uma legislação que preveja que os dados pessoais, assim como os dados genéticos, nunca sejam utilizados", disse.

Berners-Lee advertiu particularmente sobre um "futuro possível" em que os navegadores guardariam o rastro de todas as compras de um usuário ou de seus dados bancários. "Então seu navegador saberia mais de você que a Amazon", indicou.

Também pediu aos usuários da internet que defendam seus direitos e que não esperem que os governos façam isso.

Em 1989, quando trabalhava no Cern, perto de Genebra, Berners-Lee imaginou um "sistema de gestão descentralizada de informação", que se transformou depois na internet.

apo/gca/bds/pc/db

Entretenimento