PUBLICIDADE
Topo

R. Kelly volta a ser detido por parar de pagar pensão alimentícia

06/03/2019 21h42

Chicago, 7 Mar 2019 (AFP) - O cantor de R&B R. Kelly voltou a ser detido nesta quarta-feira (6) por deixar de pagar pensão alimentícia, em um momento em que o astro enfrenta acusações de agressão sexual de menores em um caso em separado.

"Foi detido e será levado para a prisão do condado de Cook hoje mais tarde", disse Sophia Ansari, do gabinete do xerife local, depois de uma audiência em uma corte de Chicago.

Ansari disse que Kelly deve 161.000 dólares e a próxima audiência na corte está marcada para 13 de março.

Em 25 de fevereiro, Kelly declarou inocência de dez acusações de abuso sexual contra quatro pessoas, três delas menores de idade. Foi liberado no mesmo dia, após pagar fiança de 100.000 dólares e passar três noites na prisão.

Poucas horas antes da audiência, a CBS publicou uma entrevista com o artista na qual ele nega as acusações, qualificando-as de "boatos".

"Não fiz essas coisas", disse Kelly ao "CBS This Morning", em seus primeiros comentários públicos após ser acusado no mês passado.

"Não é verdade. Sejam velhos boatos, sejam novos boatos, futuros boatos, não é verdade", acrescentou, emocionado e aparentemente incomodado, dizendo que estava lutando por sua vida.

As agressões sexuais teriam ocorrido entre maio de 1998 e janeiro de 2010, segundo a promotoria. Se for considerado culpado, Kelly poderia pegar de três a sete anos de prisão.

KELLY SERVICES

CBS CORPORATION