PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

China inaugura a sessão parlamentar anual ao ritmo de rap

06/03/2019 11h07

Pequim, 6 Mar 2019 (AFP) - O aparelho de propaganda chinês elaborou um clipe para exaltar a sessão 2019 de seu parlamento, como faz todos os anos, só que neste ano foi ao ritmo de rap.

A imprensa estatal publica regularmente os últimos vídeos destinados a um público estrangeiro por ocasião das grandes manifestações do regime.

A produção de 2019 difere das anteriores em um país em que o rap é muito criticado.

A agência de notícias Xinhua publicou o clipe de uma produção muito cuidadosa, no qual um rapper encapuzado enaltece a política nacional.

A letra em inglês, cantada ao ritmo do rap, refere-se às duas sessões parlamentares anuais que acontecem em Pequim até o dia 15 de março, a da câmara consultiva e a do Congresso Nacional Popular da China (ANP).

"Tive uma exaltação/ao escrever uma canção/para felicitar a nação/sobre a sessão", canta o rapper Su Han no clipe que mostra as bandeiras vermelhas na sede do parlamento.

Medidas contra a poluição, progresso científico, a queda da pobreza, envio de uma sonda para a Lua: a letra da música elogia as grandes conquistas mostradas pelo governo.

Os serviços de propaganda postam regularmente vídeos no YouTube ou no Twitter com o objetivo de transmitir a mensagem do Partido Comunista Chinês (PCC) de forma compreensível aos estrangeiros.

Desde que o presidente Xi Jinping chegou ao poder no final de 2012, os líderes chineses "trabalham mais de perto com especialistas em propaganda e relações públicas para criar esse tipo de conteúdo", observa Florian Schneider, professor da Universidade de Leyde (Holanda) especialista em comunicação política chinesa.

Em 2015, um desenho animado promoveu o plano quinquenal (2016-2020). No ano seguinte, outro filme de animação com música rap tentou promover uma das teorias obscuras políticas do PCC, conhecidas como "as quatro integralidades".

ewx-ehl/bar/phv/pa/zm/cn

GOOGLE

VOLKSWAGEN

Twitter

Entretenimento