PUBLICIDADE
Topo

Colombiano Juanes se pronuncia por mudança pacífica na Venezuela

05/02/2019 00h37

México, 5 Fev 2019 (AFP) - O cantor colombiano Juanes comemorou nesta segunda-feira o reconhecimento de vários países à oposição de Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela e falou em favor de uma transição democrática e pacífica no país sul-americano.

"Ver o mundo todo unido com o novo presidente interino, vendo como as pessoas marcham nas ruas sem medo, que a polícia os deixa ir, é importante e excitante", Juanes disse à AFP na segunda-feira durante uma entrevista na Cidade do México.

O cantor, compositor e ativista somou sua voz à do Grupo Lima, formado por países da América Latina e Canadá, que se reuniram em Ottawa para solicitar uma transição pacífica, que os militares se oponham ao presidente Nicolás Maduro e reconheçam Guaidó, que se proclamou presidente interino.

Guaidó, que foi imediatamente reconhecido por Washington e vários países da América Latina, recebeu na segunda-feira o reconhecimento de vários países europeus.

"Depois de 20 anos, a comunidade internacional finalmente se manifestou de maneira muito forte (...) Eu acredito que o que a Venezuela sofreu não é justo para ninguém", disse o músico de 46 anos, cujo país, Colômbia, recebeu a maior parte do exílio venezuelano fugindo de uma profunda crise política e econômica.

Cerca de 2,3 milhões de venezuelanos emigraram desde 2015, segundo a ONU, principalmente para países da América do Sul, provocando uma crise migratória na região.

Juanes participou recentemente, com outras celebridades latinas, como o porto-riquenho Ricky Martin e o espanhol Alejandro Sanz, em um vídeo para apoiar os protestos dos venezuelanos contra Maduro e defender a ajuda humanitária internacional à Venezuela.

"Acho que foram 20 anos de infelicidade (com Chávez), porque infelizmente o ritmo da política é muito mais lento do que o ritmo da sociedade", disse o autor de "Camisa negra".

str/sem/yow/cc