PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Falece Jonas Mekas, figura do cinema de vanguarda americano

23/01/2019 20h17

Nova York, 23 Jan 2019 (AFP) - O diretor americano de origem lituana Jonas Mekas faleceu nesta quarta-feira (23) aos 96 anos em Nova York, onde se tornou uma das grandes figuras do cinema de vanguarda.

John Mhiripiri, diretor do arquivo Anthology Film Archives, cofundado por Jonas Mekas, confirmou à AFP a notícia, que tinha sido dada por vários meios americanos.

Nascido em 1922 em um povoado do nordeste da Lituânia, Mekas esteve preso em um campo de trabalho forçado na Alemanha na Segunda Guerra Mundial, antes de emigrar para os Estados Unidos e se estabelecer no bairro nova-iorquino do Brooklyn, em 1949.

Apaixonado pelo cinema, abordou essa arte sob diversos ângulos, como cineasta, jornalista, conservador, historiador e porta-voz de um cinema artístico e experimental.

Dirigiu mais de 70 filmes, essencialmente documentários, com o desejo de captar momentos da vida, com frequência moldados por uma montagem radical, irregular e com efeitos de sobreposição.

O filme "A Prisão" ("The Brig"), de 1964, no qual grava uma peça de teatro representada em uma prisão militar, é sua obra mais conhecida.

Muito ativo na comunidade do cinema, crítico para o semanário nova-iorquino de referência Village Voice, Jonas Mekas criou a Cinemateca de cineastas (Film-Makers' Cinematheque), um lugar onde se exibiam filmes vanguardistas e que em 1970 se tornou a Anthology Film Archives.

tu/cat/leo/lb/cbr/db/mvv

Entretenimento