PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

AFP eliminará menos postos de trabalho que o previsto

21/01/2019 19h36

Paris, 21 Jan 2019 (AFP) - O CEO da Agência France-Presse, Fabrice Fries, revisou para baixo os planos de eliminação de postos de trabalho, reduzindo o número de 125 para 95 em cinco anos, mantendo a mesma meta de economia, anunciou nesta segunda-feira (21).

Esta nova versão do "plano de transformação" apresentado nesta segunda-feira aos representes de pessoal da AFP ainda prevê uma economia de 14 milhões de euros nos gastos com pessoal e de 5 milhões nos gastos externos até 2023 a fim de recuperar o equilíbrio financeiro, reduzindo o número de vagas eliminadas.

Para isso, a direção propôs mudar 15 vagas de expatriados para o status da lei local (de 175 atualmente) e levar em conta o efeito resultante da substituição de empregados antigos por funcionários mais jovens.

Pelo Twitter, o sindicato nacional dos jornalistas (SNJ) considerou que o novo plano "continua inaceitável". "Este plano ainda não tem projeto editorial. Fragilizando a redação, desfazendo uma rede de expatriados que contribui para a força e a atratividade da terceira agência de imprensa mundial, ele ameaça sua missão de interesse público", lamentou a maior organização sindical da redação da agência.

A primeira versão do plano previa a não substituição de 125 saídas naturais, com a introdução de um incentivo inicial - considerando que 258 funcionários atingirão 65 anos em 2023, dois terços dos quais são jornalistas - e, paralelamente, 30 recrutamentos.

As 95 vagas eliminadas seriam divididas entre 72 de pessoal técnico e administrativo e 23 de jornalistas.

sr/ial/nr/cam/ll

Entretenimento