PUBLICIDADE
Topo

Sauditas não excluirão ninguém da investigação do caso Khashoggi

17/10/2018 02h06

Riade, 17 Out 2018 (AFP) - Os dirigentes sauditas não excluirão ninguém da investigação do desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi, revelou na manhã desta quarta-feira o secretário americano de Estado, Mike Pompeo, após se encontrar com as autoridades em Riad.

Os líderes sauditas "prometeram exigir explicações de todas as pessoas cuja investigação indique que devem prestar contas", declarou Pompeo a jornalistas antes de viajar para Ancara.

Ao ser questionado se este compromisso envolveria até os membros da família real saudita, Pompeo respondeu: "não fizeram qualquer exceção sobre quem deverá prestar contas e foram muito claros".

Jamal Khashoggi - um jornalista crítico do poder saudita e que trabalhou para o jornal The Washington Post - se apresentou ao consulado da Arábia Saudita em Istambul no dia 2 de outubro e desde então está desaparecido.

Segundo funcionários turcos, o jornalista, exilado nos Estados Unidos desde 2017 e uma "pedra no caminho" do príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, foi assassinado no consulado por agentes de Riad.