Topo

Entretenimento

Câncer mata Paul Allen, cofundador da Microsoft

15/10/2018 21h30

San Francisco, 16 Out 2018 (AFP) - O bilionário Paul Allen, cofundador da gigante americana de tecnologia Microsoft junto com Bill Gates, na década de 1970, morreu nesta segunda-feira (15) aos 65 anos, após uma batalha contra o câncer, informou sua família.

"Meu irmão era um indivíduo notável em todos os níveis. Enquanto a maioria conhecia Paul Allen como um especialista em tecnologia e filantropo, para nós ele era um irmão e tio muito querido e um amigo excepcional", declarou Jody, irmã de Allen, em um comunicado.

"A família e os amigos de Paul foram abençoados por conviverem com a sua inteligência, afetividade, generosidade e profunda preocupação... Neste nosso momento de perda e dor, estamos profundamente gratos pelo cuidado e preocupação que demonstrou todos os dias", acrescentou.

Allen gerenciou seus negócios e empreendimentos de caridade na Vulcan Inc.

Ele também foi ativo com os Institutos Allen de pesquisa científica e era equipes esportivas profissionais nos Estados Unidos: o Seattle Seahawks e o Portland Trail Blazers. Era proprietário, ainda, do Seattle Sounders, do Major League Soccer, principal campeonato de futebol americano.

Allen fundou a Stratolaunch, uma empresa espacial que construiu o maior avião do mundo, que ainda não voou, mas está sendo testado no Mojave Air and Space Port, na Califórnia.

O comissário da Liga Nacional de Futebol Americano, Roger Goodell, chamou Allen de "a força motriz por trás da manutenção da NFL no Noroeste do Pacífico".

"Sua paixão pelo jogo, combinada com sua determinação silenciosa, levou a uma organização modelo dentro e fora do campo", acrescentou Goodell.

"Ele trabalhou incansavelmente ao lado de nossos consultores médicos para identificar novas maneiras de tornar o jogo mais seguro e proteger nossos jogadores de riscos desnecessários."

Vulcan, que Allen lançou depois de deixar a Microsoft em 1983, falou de uma "perda inenarrável".

"Ele possuía um notável intelecto e uma paixão para resolver alguns dos problemas mais difíceis do mundo, com a convicção de que o pensamento criativo e as novas abordagens poderiam causar um impacto profundo e duradouro".

A Forbes estimou seu patrimônio líquido em US $ 20,3 bilhões.

A Microsoft disse que as "contribuições de Allen para nossa empresa, nossa indústria e nossa comunidade são indispensáveis".

"Como co-fundador da Microsoft, ele criou, de maneira silenciosa e persistente, produtos mágicos, experiências e instituições. E, ao fazê-lo, mudou o mundo", acrescentou o CEO da empresa, Satya Nadella.

MICROSOFT

Mais Entretenimento