PUBLICIDADE
Topo

Escritor japonês Haruki Murakami despreza prêmio Nobel "alternativo"

O escritor japonês Haruki Murakami - /Henning Bagger/via REUTERS
O escritor japonês Haruki Murakami Imagem: /Henning Bagger/via REUTERS

Estocolmo (Suécia)

17/09/2018 20h59

O escritor japonês Haruki Murakami desprezou o prêmio alternativo da "Nova Academia" sueca que pretende substituir o Nobel de Literatura, depois de ficar entre os finalistas e pedir para ser retirado da lista.

O novo prêmio literário foi anunciado ao mesmo tempo que a criação da "Nova Academia" por uma centena de personalidades da cultura sueca.

Na lista de finalistas aparecem também a francesa Maryse Condé, o britânico Neil Gaiman e a canadense de origem vietnamita Kim Thúy.

Em um e-mail, Haruki Murakami agradeceu à "nova academia" pela honra que lhe fazem, mas pediu para ser retirado da lista.

"Ele prefere se concentrar em sua escrita e continuar fora da atenção midiática", indicou a "Nova Academia" em sua página Facebook.

Os novos acadêmicos afirmam ser defensores da "democracia, da abertura, da empatia e do respeito", em oposição à Academia sueca, que teve que adiar o Prêmio Nobel de Literatura 2018 devido a um escândalo sexual, no âmbito do movimento #MeToo.

O nome do vencedor do novo prêmio de literatura será revelado em 12 de outubro.