PUBLICIDADE
Topo

Bono perde a voz durante show do U2 em Berlim

Vianney Le Caer/Invision/AP
Imagem: Vianney Le Caer/Invision/AP

Da AFP

Em Berlim

02/09/2018 09h40

O grupo U2 foi obrigado a cancelar um show no sábado à noite em Berlim depois que seu vocalista, Bono, perdeu a voz depois alguns minutos de apresentação.

"Nós sentimos muito pelo cancelamento desta noite. Bono estava em ótima forma e com uma ótima voz antes do show e estávamos todos ansiosos para a segunda noite em Berlim, mas depois de algumas músicas, ele sofreu uma perda total de voz", afirmou o grupo em um comunicado publicado em seu site oficial.

"Não sabemos o que aconteceu, estamos consultado um médico", completa a nota.

O U2 estava em seu segundo e último show em Berlim como parte de uma turnê internacional.

Desde as primeiras canções, Bono mostrou que estava com dificuldades em sua voz. Em vários momentos, inclusive durante a interpretação das músicas, o cantor de 58 anos parou para beber algo de uma garrafa térmica.

Pouco depois, anunciou que não teria condições de prosseguir com a apresentação. Os espectadores poderão retornar a um show do U2 em uma data que ainda será definida.

Vídeos publicados em redes sociais mostram o momento em que Bono anuncia ao público: "Eu acho que não posso continuar".

"Muitas desculpas. Antes de deixar o camarim, eu estava pronto para cantar para vocês. Algo aconteceu e acho que não posso continuar. Não é correto com vocês. Eu tenho certeza de que não é um grande problema, mas preciso fazer alguma coisa. Então, se quiserem ir para casa, tudo bem. Vamos fazer outro show para vocês em outro momento. Se quiserem ficar, vamos fazer uma pausa de 10, 15 minutos. Vou ver o que está acontecendo", disse Bono, que acabou não retornando.

Na sexta-feira, no primeiro show do grupo em Berlim, Bono denunciou as recentes demonstrações de violência da extrema-direita na cidade alemã de Chemnitz.

"Pessoas como estas não têm espaço na Europa nem neste país", disse o vocalista da banda, também formada por The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen.