PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Instagram acrescenta contas verificadas para 'frear maus atores'

28/08/2018 20h38

San Francisco, 28 Ago 2018 (AFP) - O Instagram, plataforma de compartilhamento de fotos e vídeos que pertence ao Facebook, decidiu nesta quinta-feira (28) impedir a duplicidade de contas com uma opção para autenticar perfis com grande audiência.

Os selos azuis exibidos nas contas do Instagram indicarão que os donos passaram por um processo de verificação que inclui o fornecimento de fotos de documentos de identidade, de acordo com o diretor de tecnologia Mike Krieger.

"Manter pessoas com más intenções fora de nossa plataforma é incrivelmente importante para mim", afirmou Krieger em uma postagem on-line.

"Isso significa tentar assegurar que as pessoas que você segue e as contas com as quais você interage são quem dizem ser, e frear maus atores antes que causem danos".

O recurso há muito aguardado surge enquanto o Facebook luta para evitar que a rede social e suas plataformas de mensagens sejam usadas por pessoas que divulgam informações erradas.

Selos de verificação têm por objetivo permitir que os usuários do Instagram saibam quando as postagens realmente vêm de contas de celebridades, figuras públicas notáveis, grandes marcas ou organizações renomadas.

"Iremos rever as solicitações de verificação para confirmar a autenticidade, singularidade, integralidade e notabilidade de cada conta", afirmou Krieger.

Nas próximas semanas, perfis com grande audiência começarão a mostrar mais informações, assim como quando foram criados, onde estão localizados, e a quais propagandas estão vinculados, segundo o Instagram.

Em junho, o Instagram anunciou ter ultrapassado a marca de um bilhão de usuários ativos, e revelou um novo recurso de vídeo de formato longo na tentativa de atrair "criadores de conteúdo" como os do YouTube.

Esta foi a quarta plataforma do Facebook a atingir um bilhão de usuários, incluindo a própria rede social, que conta com mais de dois bilhões de usuários, e os aplicativos de mensagens WhatsApp e Messenger.

O Facebook adquiriu o Instagram em abril de 2012 por uma combinação de dinheiro e ações no valor de um bilhão de dólares na época.

Enquanto o Facebook não dá detalhes da receita, a eMarketer estima que o Instagram irá gerar 5,48 bilhões de dólares líquidos de anúncios nos Estados Unidos este ano, 70,4% a mais que no ano passado e mais de um quarto da receita líquida de anúncios móveis do Facebook.

Entretenimento