Topo

Entretenimento

Naomi Campbell e Monica Bellucci desfilam pela Dolce&Gabbana em Milão

16/06/2018 18h21

Milão, 16 Jun 2018 (AFP) - A atriz Monica Bellucci e a modelo Naomi Campbell, estrelas dos anos 80, foram sensação neste sábado (16) ao desfilarem para a italiana Dolce&Gabbana, que ofereceu um espetáculo sobre "os opostos que se atraem", no segundo dia da Semana de Moda de Milão.

Com uma decoração barroca dourada, grandes lustres, espelhos ovais, anjos... a dupla de estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana criou, como de costume, um cenário excêntrico para este espetáculo concebido como uma viagem "revisitada" ao DNA da marca.

O desfile, misto, pretendia refletir a diversidade da sociedade. Todas as combinações são válidas: casal heterossexual, de homens, de mulheres, de jovens com mais velhos, sem esquecer a família com filhos.

A marca, da qual os millenials (jovens nascidos entre 1980 e 2000) são os alvos, trouxe para o desfile famosos como o ator Cameron Dallas, conhecido por seus vídeos postados no Vine, o cantor chinês Karry Wang, e Kailand Wander, filho do cantor Stevie Wonder.

A primeira surpresa veio na abertura do desfile, com Monica Bellucci, cujo último desfile remontava a 1992 para a mesma marca. Cabelo longo e liso, a atriz usava um terno preto, em saltos vertiginosos.

O público teve direito a mais duas surpresas, com a entrada das modelos Marpessa e Naomi Campbell, ambas vestindo ternos masculinos, uma de boina e outra de chapéu fedora.

O resto do desfile foi muito menos sóbrio, seguindo o DNA da marca: ternos incrustados com pedras preciosas, preto ou vermelho cheio de glitter, sem esquecer um grupo de avós vestidas no estilo "rapper".

- Sensualidade na Versace -Outro peso pesado do dia foi a marca italiana Versace, que também propôs um desfile misto (co-ed), tendência cada vez mais presente no mundo da moda, com a supermodelo Bella Hadid.

Na Versace, homens e mulheres podem vestir estampas de cobra em vermelho ou cinza, florais, padrões barrocos coloridos com fundo preto ou, para os mais aventureiros, verde ou rosa fluorescente.

Os homens usam seus ternos ou shorts com tênis ou sandálias vintage.

Donatella Versace, diretora criativa da marca, explicou que criou a coleção masculina pensando em três tipos de homens, o astro em "street style", o fashionista e o executivo, "homens que quebram as regras e fazem suas próprias escolhas de vestimenta".

"O homem Versace não é comum, ele é visto, comenta-se sobre ele", diz ela. E a nova coleção brinca com esse lado sensual.

A marca Marni, por sua vez, ganhou o prêmio de originalidade do lugar, organizando seu desfile em um estacionamento subterrâneo.

Sentados em grandes bolas de exercício, jornalistas, blogueiros e fashionistas puderam descobrir uma coleção inspirada no esporte, do críquete ao beisebol, com calças compridas e bermudas leves, além de sobreposições de tecido. A coleção de Francesco Risso também foi fortemente influenciada pelas gravuras dos artistas Betsay Podlach e Florian Hetz.

No domingo vão desfilar o número um do luxo italiano Prada, Dsquared2, os gêmeos canadenses Dean e Dann Catten, assim como Isabel Benenato, que seduziu os fashionistas em janeiro com seu sofisticado minimalismo.

cco/neo/mr/cr

PRADA

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento