Topo

Filmes e séries

Filha de Romy Schneider se diz "escandalizada" com filme sobre sua mãe

Divulgação
15.dez.2013 - Os atores Peter O'Toole e Romy Schneider em cena do filme "O que é que há gatinha?" Imagem: Divulgação

Da AFP

06/06/2018 06h18

A filha da atriz Romy Schneider, Sarah Biasini, afirmou à AFP que está "escandalizada" com um filme sobre sua mãe que contém, segundo ela, "insinuações totalmente mentirosas".

O filme "Trois jours à Quiberon" ("Três dias em Quiberon"), que estreia na França este mês e foi exibido no Festival de Berlim, conta um episódio da vida de Schneider quando, pouco antes de morrer, deu uma entrevista a um jornalista alemão enquanto recebia tratamento em Quiberon, sul da França.

"Fiquei escandalizada, sobretudo porque penso que as pessoas que assistirão este filme não verão um filme sobre minha mãe, não assistirão um filme sobre Romy Schneider. É totalmente falso. O filme contém muitas insinuações totalmente falsas", disse Biasini.

O longa-metragem retrata uma Romy Schneider infeliz, em um momento difícil de sua vida após a separação de seu marido, Daniel Biasini, pai de Sarah.

A atriz, que faleceu em 1982, aparece no filme como uma pessoa viciada em álcool e medicamentos, uma visão rejeitada por sua filha.

Franco-alemã, a atriz teve o auge de sua carreira nos anos 1970, em filmes como "O Importante é Amar" (1975) e "Uma História Simples" (1978)