Topo

Entretenimento

Conhecida estilista muçulmana é condenada a 18 anos de prisão na Indonésia

30/05/2018 11h16

Jacarta, 30 Mai 2018 (AFP) - A estilista indonésia Anniesa Hasibuan, que se tornou famosa em todo o mundo com sua moda muçulmana, foi condenada nesta segunda-feira (30) a 18 anos de prisão por fraude e lavagem de dinheiro.

Um tribunal da área metropolitana de Jacarta considerou culpada Anniesa Hasibuan, de 31 anos, e seu marido, o empresário indonésio Andika Surachman, de terem enganado clientes que reservaram viagens à Meca por meio de sua agência, First Travel, no total de 848 milhões de rúpias (60.000 dólares).

Criada em 2009, a First Travel propunha viagens à Arábia Saudita, mas a agência nunca organizou uma só viagem para Meca desde o início de 2017. Entretanto, a empresa recebeu os pagamentos para uma peregrinação que é sagrada para os muçulmanos.

A estilista também foi condenada a pagar uma multa de 10 bilhões de rúpias (717.000 dólares). Seu marido deverá cumprir uma pena de 20 anos de prisão e pagar a mesma multa.

Anniesa Hasibuan ficou famosa no exterior em 2016 durante a Semana de Moda de Nova York com sua coleção apresentada por modelos usando jihab.

Em sua busca por universalidade, a designer indonésia disse que sonhava em vestir a duquesa de Cambridge, Catherine.

Anniesa Hasibuan também é conhecida por seu estilo de vida luxuoso e pelas fotos que regularmente publica nas redes sociais junto a seu marido usando roupas de luxo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento