Topo

Entretenimento


Chef Mario Batali deixa grupo B&B após denúncias de agressão sexual

21/05/2018 13h12

Nova York, 21 Mai 2018 (AFP) -

O grupo de restaurantes B&B Hospitality Group, cofundado pelo famoso chef americano Mario Batali, anunciou o "fim de sua parceria" com ele, após novas denúncias de agressões sexuais contra mulheres inconscientes e a abertura de uma investigação pela Polícia de Nova York.

Em um comunicado, o grupo B&B (por Batali e o cofundador Joe Bastianich) considerou "muito preocupantes" os testemunhos emitidos no domingo à noite pela rede CBS sobre os supostos ataques sexuais pelo famoso chef contra duas mulheres no restaurante "The Spotted Pig", em Nova York.

Ontem à noite "foi a primeira vez que ouvimos sobre isso", assegurou o grupo.

B&B acrescentou que negociava há algum tempo a compra da participação da Batali neste grupo de 26 restaurantes.

O chef já assinou uma carta de intenções com Bastianich sobre os termos de sua saída, e "o acordo final deve ser concluído em 1º de julho", segundo B&B.

O famoso chef de 57 anos já havia sido acusado em dezembro do ano passado por assédio. Ele havia se afastado de seus negócios, embora continuasse como coproprietário, e teve de deixar o programa de televisão "The Chew", do qual era uma das estrelas.

Mas as acusações difundidas no domingo no programa "60 Minutes" são mais graves.

Segundo o depoimento anônimo de uma funcionária de outro de seus restaurantes, Batali a teria agredido em 2005 no "The Spotted Pig", onde a convidara para beber.

"Acordei sozinha, no chão (...) A primeira coisa que pensei foi 'me drogaram' (...) 'me atacaram'", contou à CBS.

Depois de encontrar esperma em sua saia, ligou para a emergência, foi ao hospital e depois para a Polícia. Ela acabou desistindo de apresentar queixa, e a evidência de estupro coleta no hospital não foi preservada.

Contactado pelo "60 Minutes", o chef negou todas as acusações.

Jamie Seet, uma ex-garçonete do "The Spotted Pig", disse que testemunhou por imagens do circuito de vigilância quando Batali cometeu outro ataque no restaurante, e como ela interveio para detê-lo.

"Ele cruzou uma linha ... Uma enorme linha... atacando alguém que estava inconsciente", disse Jamie.

A Polícia de Nova York confirmou que "há uma investigação criminal em andamento contra Mario Batali".

Newsletters

Receba por email as principais notícias do UOL sem pagar nada.

Quero receber

Mais Entretenimento