Topo

Entretenimento

Os filmes em disputa pela Palma de Ouro em Cannes

08/05/2018 06h25

Cannes, França, 8 Mai 2018 (AFP) -

Vinte e um filmes disputam a Palma de Ouro do Festival de Cannes, que começa nesta terça-feira e prossegue até 19 de maio. O filme de abertura é "Todos los saben", do iraniano Asghar Farhadi.

A seguir os 21 filmes:

- "Todos lo saben", do iraniano Asghar Farhadi: com Penélope Cruz, Javier Bardem e Ricardo Darín. Suspense psicológico em espanhol. Uma mulher e seus filhos viajam de Buenos Aires, onde vivem, para seu povoado natal na Espanha por ocasião de uma reunião familiar.

- "Ahlat Agaci", do turco Nuri Bilge Ceylan, Palma de Ouro em 2014 com "Sono de Inverno". Um homem que deseja se tornar escritor retorna para sua Anatolia natal.

"En guerre", do francês Stéphane Brizé: filme social, com Vincent Lindon. Acompanha a luta de funcionários dispostos a tudo para salvar seu emprego e a fábrica que vai à falência.

- "Ayka", do cazaque Serguei Dvortsevoy. Segundo filme do diretor de "Tulpan", vencedor do Prêmio Um Certo Olhar em 2008.

- "Dogman", do italiano Matteo Garrone: sobre um cabeleireiro de cachorros que torturou e assassinou em 1988 um ex-boxeador convertido em chefe de uma gangue. É a quarta produção de Garrone em disputa.

- "Le Livre d'image", do franco-suíço Jean-Luc Godard: filme em cinco partes temáticas, uma reflexão sobre o mundo árabe por meio de imagens documentais e de ficção. Godard, lenda do cinema francês, participará da competição pela sétima vez.

- "Un couteau dans le coeur" de Yann Gonzalez, com Vanessa Paradis. Segundo longa-metragem do diretor, conta a história de uma produtora de filmes pornô gay. Uma coprodução França-México.

- "Netemo Sametemo" (Asako I & II), do japonês Ryusuke Hamaguchi: a história de Asako, uma jovem que se apaixona por um homem que desaparece. Dois anos depois, conhece outro que é sua "cópia", mas com uma personalidade completamente diferente. O diretor foi premiado no Festival de Locarno em 2015 com "Happy hour".

- "Plaire, aimer et courir vite", do francês Christophe Honoré: sobre a relação amorosa entre um jovem estudante e um escritor nos anos 1990, com Vincent Lacoste e Pierre Deladonchamps. Honoré disputou em 2007 com "As canções de amor".

- "Les filles du soleil", da francesa Eva Husson: com Golshifteh Farahani e Emmanuelle Bercot. Segundo longa-metragem da diretora depois de "Bang Gang". A história de um batalhão de mulheres soldados curdas no qual uma jornalista conhece a comandante do grupo.

- "Ash is purest white", do chinês Jia Zhangke: uma história de amor entre uma bailarina e um gangster. Jia, cinco vezes na competição, participou da última vez em 2015 com "As montanhas se separam".

- "Shoplifters", do japonês Hirokazu Kore-Eda. A história de uma família de ladrões que adota uma menina órfã. Quinto filme do cineasta em competição.

- "Capharnaüm", da libanesa Nadine Labaki: a história de um menino que se rebela contra a vida que querem impor a ele. Pela diretora de "Caramelo".

- "Buh-Ning", do sul-coreano Lee Chang-Dong: suspense em que um dos protagonistas assegura que é um piromaníaco. Adaptado de um relato do escritor japonês Haruki Murakami. Terceiro filme do cineasta em disputa.

- "BlacKKKlansman", do americano Spike Lee: baseado na história real de um policial afro-americano infiltrado no Ku Klux Klan, com Adam Driver e John David Washington. Adaptado do livro "Black Klansman", de Ron Stallworth.

- "Under the silver lake", do americano David Robert Mitchell: suspense com Andrew Garfield e Riley Keough. Sam é um homem de 30 anos de Los Angeles que investiga o desaparecimento de sua vizinha, por quem é apaixonado. Terceiro longa-metragem do diretor.

- "Three Faces", do iraniano Jafar Panahi: três retratos de mulheres no Irã moderno, pelo cineasta iraniano dissidente que está proibido de trabalhar no seu país. Foi premiado em 2015 com o Urso de Ouro da Berlinale por "Táxi Teerã".

- "Zimna Wojna", do polonês Pawel Pawlikowski: novo filme do diretor polonês de "Ida", vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2015. Uma relação amorosa complicada entre uma mulher e dois homens na Polônia nos anos 1950 e 1960.

- "Lazzaro Felice", da italiana Alice Rohrwacher: a história de um homem nascido em um casebre afastado do mundo moderno, um conto poético para abordar as transformações na sociedade italiana. Rohrwacher obteve o Grande Prêmio em 2014 por "As maravilhas".

- "Leto", do russo Kirill Serebrennikov: baseado na vida da estrela soviética do rock Viktor Tsoi. Serebrennikov, muito crítico com o presidente Vladimir Putin, se encontra em prisão domiciliar por um suposto caso de desvio de dinheiro público.

- "Yomeddine", do egípcio Abu Bakr Shawky: obra-prima tragicômica na qual dois homens fogem de um grupo de leprosos.

slb-nip-app/pb.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento