Topo

Entretenimento

Comcast apresenta oferta formal de 22 bilhões de libras pela Sky

25/04/2018 14h30

Londres, 25 Abr 2018 (AFP) -









O conglomerado de serviços a cabo americano Comcast formalizou, nesta quarta-feira (25) sua oferta de 22 bilhões de libras (cerca de 31 bilhões de dólares) pelo grupo de televisão britânico Sky, superando a proposta do magnata australiano Rupert Murdoch.

Após ter anunciado a oferta no fim de fevereiro, a Comcast, dona da NBCUniversal, informou à Bolsa de Valores de Londres de sua oferta de 12,5 libras por ação, destacando que ela é 16% maior do que a feita pela Fox, a empresa da família Murdoch.

"Estamos satisfeitos em formalizar nossa oferta pela Sky hoje", disse o presidente e CEO da Comcast, Brian L. Roberts, no comunicado à bolsa.

"A oferta superior em dinheiro pela Comcast (...) é um prêmio significativo em relação ao preço da oferta da 21st Century Fox", destacou ele.

A Fox pretendia adquirir os 61% da empresa que ainda não possui, e inicialmente a Sky se mostrou interessada. Contudo, nesta quarta-feira, após a formalização do interesse da Comcast, ela anunciou que retirou seu apoio à operação.

A autoridade reguladora britânica da concorrência considerou que a compra da Sky pela Fox "não era do interesse público" e expressou seu medo de prejudicar a "pluralidade da mídia", porque a família Murdoch é proprietária, através da News Corp, de dois jornais diários, The Times e The Sun.

- Concorrência digital -A oferta da Comcast reflete a luta dos titãs da mídia e das telecomunicações para resistir ao modelo de negócios transformado por novas empresas, como Netflix e Amazon.

No último ano, intensificaram-se as grandes manobras na área de televisão e a tecnologia de "streaming", que permite assistir a programas, séries e filmes pela internet.

A chave é o conteúdo, ou seja, a programação que é oferecida aos espectadores, mas sua compra se tornou cara.

A Netflix e a Amazon têm os cofres cheios de dinheiro, mas esse não é o caso dos atores tradicionais do setor de televisão - de quem Wall Street exige que enfrentem o sucesso de seus jovens concorrentes. Portanto, as aquisições se tornaram na resposta da TV.

Para a Comcast, a aquisição da Sky "é uma oportunidade estratégica de comprar um líder de produção e disseminação de conteúdo no Reino Unido e na Europa", disse o grupo no final de fevereiro, quando anunciou seu interesse.

A Comcast pretende usar a Sky como plataforma para seu crescimento na Europa, ancorando-se em um país com uma forte indústria criativa.

Além de possuir a rede de notícias Sky News, a Sky está muito presente no setor esportivo e detém a maior parte dos direitos de transmissão do futebol inglês da Premier League.

pn-al/zm/ll

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento