Topo

Filmes e séries

Netflix prepara 55 novas produções na Europa, Oriente Médio e África

Christophe Archambault/AFP Photo
A casa de shows Bataclan em Paris após atentados de 2015, que serão mostrados no documentário "Fluctuat Nec Mergitur", da Netflix Imagem: Christophe Archambault/AFP Photo

De Roma (Itália)

18/04/2018 21h09

 A plataforma digital Netflix, que acaba de ultrapassar 125 milhões de assinantes, prepara 55 novas produções na Europa, Oriente Médio e África, incluindo sua estreia em árabe, anunciaram seus diretores nesta quarta (18) em Roma.

"Estamos investindo em produções originais em todo o mundo, mas especialmente Europa, Oriente Médio e África", anunciou Erik Barmack, vice-presidente para Conteúdos Internacionais da Netflix.

"Estamos trabalhando em 55 produções, em séries, filmes e documentários porque contamos com excelentes histórias nessas regiões", explicou durante a apresentação em Roma das novidades da plataforma.

A empresa americana, disponível em 21 idiomas, prepara este ano a terceira temporada da série espanhola de sucesso "La Casa de Papel", para 2019.

A produção espanhola é "a série em língua não inglesa mais vista na história da Netflix", reconheceu Barmack.

A primeira produção da Netflix em árabe será "Jinn", sobre um grupo de adolescentes que vivem no centro histórico de Petra, na Jordânia, e enfrentam Jinn, um ser fantástico da mitologia árabe.

A plataforma anunciou a preparação na França da série "Generation Q", uma comédia romântica sobre um grupo de jovens que não entendem porque sua amiga Elisa, solteira inveterada, é tão infeliz no amor.

Netflix prepara também o documentário "Fluctuat Nec Mergitur", dedicado aos ataques em Paris de 13 de novembro de 2015, filmado por Jules e Gideon Naudet.

Na Itália será produzida a segunda temporada de "Suburra", imersa no mundo do crime organizado romano, assim como "Luna nera", uma série baseada em um manuscrito inédito sobre bruxaria na Idade Média.

A aposta da Netflix em conteúdos originais lhe permitiu um salto notável na bolsa de valores, com um desempenho melhor que o esperado no primeiro trimestre deste ano e um aumento de 7,4 milhões de novos assinantes.

A plataforma conta com 125 milhões de assinantes no mundo todo, 68,3 milhões deles fora dos Estados Unidos.

A empresa produz mais filmes que um estúdio americano e conseguiu oferecer seu serviço em 190 países.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!