PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Grupo russo Pussy Riot repudia reeleição de Putin

19/03/2018 12h35

México, 19 Mar 2018 (AFP) - A banda punk feminista Pussy Riot repudiou a quarta reeleição à presidência russa de Vladimir Putin e levantou a voz contra a onda de feminicídios no México, onde realizou um show.

O grupo russo se apresentou no Festival Vive Latino, onde rejeitou o novo triunfo eleitoral de Putin, acusado pela oposição de irregularidades.

"Vladimir Putin acaba de vencer as eleições pela quarta vez. Nós criamos esse grupo porque não o queríamos como presidente, mas então se tornou um movimento internacional, e de fato, qualquer uma pode ser uma Pussy Riot", declarou em inglês a líder da formação, Nadya Tolokónnikova.

Em fevereiro de 2012, duas semanas antes de Putin ser eleito para um terceiro mandato, quatro integrantes da banda entraram na Catedral de Cristo Salvador de Moscou e entoaram sua "oração punk". Três foram presas.

No domingo, elas denunciaram ainda um "Estado feminicida", referindo-se à situação no México, e repudiando toda a violência contra as mulheres no país latino-americano, onde segundo a ONU uma média de 7,5 mulheres são mortas diariamente.

Entretenimento