PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Alemanha diz que Rússia continuará um sócio difícil após reeleição de Putin

19/03/2018 09h03

Bruxelas, 19 Mar 2018 (AFP) - A Rússia continuará sendo um "sócio difícil" após a reeleição do presidente Vladimir Putin, mas é necessário prosseguir com o diálogo para resolver os problemas internacionais, afirmou o ministro alemão das Relações Exteriores, Heiko Maas.

"Não nos surpreenderam nem o resultado nem as circunstâncias das eleições", declarou Maas em Bruxelas antes de uma reunião dos chefes da diplomacia da União Europeia (UE).

"Não se pode dizer que (as eleições) foram uma disputa política completamente equitativa", completou.

Maas considerou "inaceitável que as eleições tenham acontecido também na Crimeia, anexada em violação ao direito internacional".

"Mas precisamos da Rússia para encontrar soluções aos grandes problemas internacionais e por isso queremos continuar o diálogo", afirmou.

Pouco depois, o porta-voz da chanceler Angela Merkel anunciou em Berlim que a chefe de Governo pretende felicitar Putin e, ao mesmo tempo, mencionar suas divergências.

"Vai escrever um telegrama em breve (...) e acredito que naturalmente por ocasião das felicitações vai tratar dos desafios da relação Alemanha-Rússia", disse Steffen Seibert.

"Temos diferenças de opinião com a Rússia e criticamos a política da Rússia, às vezes muito clara e precisamente, como no caso da Ucrânia e da Síria", completou, antes de insistir, no entanto, na importância de não "romper o fio do diálogo com os dirigentes do Estado russo".

Putin conquistou no domingo a vitória mais ampla em 18 anos no poder, ao ser reeleito com 76,7% dos votos, de acordo com resultados praticamente definitivos e que consolidam sua força em um período de crise com os países ocidentais.

Entretenimento