PUBLICIDADE
Topo

Roger Waters se une a banda palestina para protestar contra Trump

Imagem do clipe divulgado por Roger Waters - Reprodução
Imagem do clipe divulgado por Roger Waters Imagem: Reprodução

De Nova York (EUA)

14/03/2018 20h13

A lenda do rock Roger Waters se uniu a artistas palestinos em uma nova canção em resposta à decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

Sobre a música dos alaúdes árabes do Le Trio Joubran, uma das bandas mais conhecidas de música palestina tradicional, Waters recita versos de Mahmud Darwish, considerado o poeta nacional palestino, falecido no Texas em 2008.

O poema de Darwish, "The Red Indian's Penultimate Speech to the White Man" (O penúltimo discurso do pele vermelha ao homem branco) é o relato de um indígena americano que lamenta os assentamentos que alterarão sua terra para sempre, com claros paralelos aos palestinos e Israel.

"Para onde, oh amo branco, estás levando a minha gente... e aos teus?", recita o músico britânico na tradução em inglês dos versos.

Waters, ex-membro da banda Pink Floyd que concebeu a ópera rock "The Wall", é há bastante tempo um grande defensor da causa palestina, e liderou chamados a um boicote cultural a Israel.

Le Trio Joubran, integrado pelos irmãos Joubran, escreveu no Facebook que a canção, chamada "Supremacy" (Supremacia), foi criada como uma resposta a Trump, e usaram as hashtags #Jerusalém e #CapitaldaPalestina.

Em uma decisão inédita no âmbito internacional, Trump decidiu reconhecer Jerusalém como capital de Israel e ordenou a transferência da embaixada americana, em Tel Aviv, à cidade sagrada capturada totalmente pelos israelenses na Guerra dos Seis Dias de 1967. Sua decisão foi seguida por Guatemala e Honduras, os únicos na América Latina que a apoiaram.

Os Estados Unidos planejam abrir sua embaixada em Jerusalém em maio com motivo do 70º aniversário de Israel.