Topo

Entretenimento

Tom Petty morreu de overdose 'acidental' de opioides

20/01/2018 01h00

Los Angeles, 20 Jan 2018 (AFP) - A causa da morte do roqueiro americano Tom Petty foi uma overdose "acidental" de opioides, segundo um relatório forense divulgado nesta sexta-feira.

O relatório do necrotério de Los Angeles revela que Petty, falecido no dia 3 de outubro passado, aos 66 anos, morreu de maneira "acidental" por uma "intoxicação por mistura de drogas" opioides.

O documento cita narcóticos como fentanil, oxicodona, temazepam, alprazolam, citalopram e acetil fentanil.

Petty, cujas músicas e narrativas obscuras alimentaram 40 anos de sucesso, morreu uma semana após uma turnê para marcar os 40 anos da banda The Heartbreakers.

A família explicou que o ganhador de três prêmios Grammy fez a turnê com um problema na bacia, que piorou à medida em que a viagem avançava.

Segundo um comunicado firmado por Dana e Adria Petty, esposa e filha do roqueiro, "no dia de sua morte foi informado que havia uma fratura completa e acreditamos que a dor era simplesmente insuportável, o que causou o uso excessivo" de analgésicos.

"Foi um acidente lamentável", declarou a família, acrescentando que o roqueiro sofria ainda de um enfisema e de problemas no joelho.
 

Los Angeles, 20 Jan 2018 (AFP) - A causa da morte do roqueiro americano Tom Petty foi uma overdose \"acidental\" de opioides, segundo um relatório forense divulgado nesta sexta-feira.

O relatório do necrotério de","image":"","date":"20/01/2018 15h38","kicker":"AFP"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="entretenimento/entretenimento">

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento