Topo

Entretenimento

Universidade compra cartas de amor de Simone de Beauvoir a Claude Lanzmann

Reprodução
Claude Lanzmann e Simone de Beauvoir Imagem: Reprodução

Paris (FRANÇA)

19/01/2018 15h57

A universidade americana de Yale comprou as 112 cartas de amor escritas por Simone de Beauvoir a Claude Lanzmann, indicou nesta sexta-feira (19) a casa de leilões Christie's.

O valor da venda não foi reportado.

Claude Lanzmann, de 92 anos, cineasta, jornalista e escritor, foi o secretário de Jean-Paul Sartre. Durante sete anos, entre 1952 e 1959, viveu com Simone de Beauvoir, 17 anos mais velha.

Estas cartas de um "amor louco", segundo Lanzmann, "apenas diziam respeito a Simone de Beauvoir e a mim", indicou em um texto transmitido pela Christie's.

"Eu não pretendia mostrar [esta correspondência], em nenhuma forma de publicação", acrescentou Lanzmann, que explicou ter vendido essas cartas à Universidade de Yale por causa da "escandalosa lei francesa" que enquadra a transmissão de legados e heranças da totalidade dos escritos de um autor "para parentes às vezes desconhecidos, ao mesmo tempo que rouba os verdadeiros destinatários dessa correspondência".

"O conteúdo dessas cartas, de acordo com essa lei absurda, pertence a quem as escreve, mas nunca aos destinatários, a quem são dirigidos", objetou Lanzmann.

Mas, acrescenta, o destinatário dessas cartas "tem o direito de cedê-las, esperando que o comprador possa publicá-las ou, pelo menos, preservá-las e permitir o acesso a historiadores e pesquisadores".

"Foi o que acaba de acontecer felizmente com as 112 cartas que Simone de Beauvoir me enviou", comemorou.

"A prestigiosa Universidade de Yale, que já possui manuscritos de Simone de Beauvoir e meus seminários, que cedi desde 1985, pode, com certeza, ter orgulho de ter comprado todas as cartas de Simone de Beauvoir a Claude Lanzmann, uma excepcional correspondência de amor única no mundo", conclui.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento