Topo

Entretenimento

Descobertos em Israel vestígios de mosteiro de 1.500 anos

20/12/2017 21h06

Bet Shemesh, Israel, 20 dez 2017 (AFP) - Um grupo de arqueólogos encontrou os vestígios de um mosteiro cristão de 15 séculos, localizado perto de Beit Shemesh, no centro de Israel, e que conta com um mosaico de pássaros, folhas e romãs, comprovou nesta quarta-feira um fotógrafo da AFP.

"A riqueza do sítio sugere que o complexo pode ter sido um importante lugar de peregrinação na região de Judeia-Shfela", ao oeste de Jerusalém, indicaram as autoridades arqueológicas israelenses em um comunicado.

No sítio, que data do período bizantino, os arqueólogos encontraram vestígios de muros de pedra de imponentes dimensões e elementos arquitetônicos em mármore procedentes em parte da atual Turquia.

Entre esses elementos se encontra a base de um pilar coberto de cruzes e de motivos decorativos.

O sítio, que por enquanto só teve uma pequena parte examinada, foi abandonado no século VII por motivos desconhecidos.

"Já sabíamos que [na região] havia um certo número de igrejas antigas e de mosteiros, mas o que descobrimos foi preservado de forma significativa", disse Benyamin Storchan, diretor das escavações, segundo o comunicado.

As escavações, que começaram no verão, precedem um projeto de extensão do bairro de Beit Shemesh dirigido aos judeus ultraortodoxos.

Perguntado pela AFP, um porta-voz das autoridades arqueológicas disse que não sabe o que vai acontecer com o sítio.

"Uma coisa é certa: o mosaico será preservado. Mas não sabemos se ficará no local sob proteção ou se será trasladado".

mk-jlr-lal/bpe/sgf/mb/db
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento