Entretenimento

Lasanha Colgate, Pepsi transparente e fracassos dignos de um museu

15/12/2017 12h37

Los Angeles, 15 dez 2017 (AFP) - Você comeria um pedaço de lasanha Colgate? Muito provavelmente não. Portanto, não é de surpreender que a linha de alimentos congelados da marca de higiene bucal esteja agora no menu do Museu do Fracasso.

A exposição fez sua estreia na Suécia em junho e desde a semana passada está em Los Angeles. Dispõe de mais de 100 itens, que vão desde modelos de escala do Titanic e do DeLorean, o carro de "De volta para o Futuro", a uma máscara elétrica que supostamente rejuvenesce e foi promovida pela atriz Linda Evans, da famosa série dos anos noventa "Dinastia".

Além disso, tem uma seção especial dedicada às ideias de Donald Trump, que Samuel West, diretor e curador do museu, chamou de "o santuário do presidente americano".

Dentro dessa vitrine há o "Trump: The Game", um jogo de tabuleiro em cuja caixa vermelha com o rosto de um jovem Trump lê-se: "Estou de volta e você está despedido".

Também há uma garrafa de vodka Trump, um livro de sua suposta universidade - que teve problemas com a justiça - e um boné vermelho com o lema de sua campanha "Make America Great Again".

"Ele é um homem que construiu sua imagem de homem de negócios de sucesso, é sua marca registrada. Mas se você olha suas iniciativas nos negócios, vê uma série de desventuras, uma falha após a outra", diz West, para quem o boné é uma premonição do revés que será o governo do magnata republicano, que completa seu primeiro ano em janeiro.

- "Cansado de histórias de sucesso" -Também fazem parte da coleção o óculos do Google, bem como um modelo da Nike que exigia que o usuário colocasse ímãs em sua pele; a Coca Cola BlaK - um refrigerante à base de café - e a Crystal Pepsi, transparente.

Além disso, há uma boneca esfarrapada, com olhos melancólicos e a mão estendida como se estivesse pedindo esmola: chama-se "Little Miss No Name", "senhorita sem nome".

Está exposto o Edsel, um modelo da década de 1950 da Ford, bem como uma boneca sexual de aluguel - a empresa chinesa que a alugava assegurava que o objeto era lavada após cada uso.

Os visitantes podem escrever seus próprios fracassos em uma parede - ou "confessionário" - onde é possível ler várias vezes: "Votei em Trump".

Embora a lasanha da Colgate esteja exposta, é uma réplica porque, como West explicou à AFP, a empresa nunca aceitou entregar um pacote.

Em qualquer caso e, embora possa arrancar risadas, também é cercada por mensagens na parede que se resumem numa única ideia: não há nada de errado em falhar.

"Para o progresso tecnológico, muitas falhas são necessárias ao longo do caminho. O mesmo vale para a inovação social: como indivíduos, também fracassamos, e deveríamos aceitar isso", afirma West, que teve a ideia de seu museu porque "estava cansado das histórias de sucesso".

- Impacto com o fracasso -A coleção, que estará em Los Angeles até janeiro, antes de ir para outras cidades dos Estados Unidos, junta-se a outros curiosos "museus" da cidade: de relacionamentos que acabaram, de coelhos, da morte e até um do veludo.

West não tem patrocinadores - "as empresas não querem ser associadas a um museu sobre o fracasso" - mas todas as semanas ele recebe pacotes de doações para sua coleção.

Uma vez lhe enviaram um saco de batatas fritas sabor café cappuccino.

E um dia após inaugurar em Los Angeles, o museu recebeu uma sofisticada e cara máquina (avaliada em US$ 700) para espremer sucos que acabar de chegar ao mercado, talvez um mau sinal para a empresa que o criou.

Hoje, sua coleção é composta 40% por doações e 60% por objetos adquiridos por ele.

"É uma ideia incomum", opina Chris Whitehead, que trabalha com informática e visitou o museu naquele dia. Na parede, confessou que fracassou seis vezes na prova para tirar a habilitação de motorista.

"Acredito que a lição é que, mesmo que você fracasse, pode causar um efeito de qualquer maneira".
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo