Topo

Entretenimento

Trump não serve para limpar sanitários da biblioteca de Obama, diz jornal

13/12/2017 17h47

Washington, 13 dez 2017 (AFP) - Um importante jornal americano arrasou nesta quarta-feira (13) com o presidente americano, Donald Trump, em um editorial fulminante, no qual diz que ele não serve nem para "limpar os sanitários" da biblioteca presidencial de seu antecessor, Barack Obama, ou lustrar os sapatos de George W. Bush.

O USA Today, um jornal de massas com uma das maiores difusões do país, publicou o texto depois que Trump atacou uma mulher democrata em um ríspido tuíte.

"Trump é capaz de descer ainda mais?", pergunta-se o título do artigo da seção editorial do jornal, que critica o presidente por afirmar que a senadora democrata Kirsten Gillibrand ia ao seu "gabinete 'mendigando' contribuições para sua campanha", e que "faria qualquer coisa" para conseguir estes recursos.

"Em seu último tuíte, que insinua claramente que uma senadora dos Estados Unidos faria favores sexuais para conseguir recursos para a sua campanha, o presidente Trump mostra que não é apto para o cargo", diz o editorial.

"O ponto mais baixo não é um impedimento para um presidente que sempre pode encontrar espaço para descer ainda mais", destacou o jornal, que habitualmente não publica editoriais contundentes.

"Um presidente que chama a senadora Kirsten Gillibrand de rameira não serve nem para limpar os sanitários da biblioteca presidencial de Barack Obama ou para lustrar os sapatos de George W. Bush", prosseguiu o jornal, referindo-se aos dois antecessores mais recentes de Trump.

O editorial enumera o que considera serem transgressões do presidente, incluindo seu apoio ao senador do Alabama Roy Moore, assim como falsas e enganosas afirmações, faltas morais e conflitos.

Gillibrand qualificou o tuíte de Trump de "difamação sexista".

Mais Entretenimento