Topo

Entretenimento

Dois indiciados por roubo de escultura de Botero em Paris

25/11/2017 10h31

Paris, 25 Nov 2017 (AFP) - Dois suspeitos, um deles advogado, foram indiciados na França no âmbito da investigação do roubo em Paris de uma escultura do artista colombiano Fernando Botero, informaram neste sábado (25) fontes judiciais.

O suspeito de ter roubado a escultura, avaliada em 425.000 euros (cerca de US$ 500.000), foi acusado de roubo agravado e colocado em prisão preventiva na sexta-feira.

Em 4 de novembro, um homem roubou, durante o horário de abertura ao público, a escultura "Maternity" da galeria de arte Bartoux, localizada num elegante bairro parisiense, a poucos metros da sede do Ministério do Interior.

Detido na quarta-feira, o homem disse aos investigadores que entregou a escultura de Botero a um advogado, cuja casa foi inspecionada.

A polícia encontrou na residência uma estátua pré-colombiana, bem como outra escultura de bronze roubada em março. O trabalho de Botero foi encontrado na casa de um amigo do advogado e devolvida à galeria.

O advogado foi acusado na sexta-feira por encobrir assaltos e foi colocado sob controle judicial, apesar de a Procuradoria ter pedido sua detenção provisória.

Os funcionários da galeria de arte, que também expunha obras de artistas como Picasso, Dalí, Bernard Buffet e Andy Warhol, notaram o roubo da peça na hora do fechamento do local.

O autor do roubo foi identificado graças a câmeras de segurança, de acordo com fontes próximas à investigação.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento