Topo

Entretenimento

Tela de Da Vinci é leiloado por US$ 450,3 milhões, um novo recorde

15/11/2017 23h43

Nova York, 16 Nov 2017 (AFP) - O quadro "Salvator Mundi", do artista renascentista Leonardo da Vinci, foi arrematado nesta quarta-feira por 450,3 milhões de dólares, estabelecendo um novo recorde em leilões de arte, informou a casa leiloeira Christie's.

A tela, pintada há cerca de 500 anos e que representa o Cristo, "salvador do mundo", foi adquirida quase 20 minutos depois de iniciados os lances.

A Christie's estimou em 100 milhões de dólares o valor da peça de 65 cm por 45 cm, reconhecida como um autêntico Da Vinci em 2005.

O quadro pertencia até agora ao bilionário russo Dimitri Rybolovlev, um oligarca exilado que preside o clube de futebol AS Monaco.

Ele comprou a tela por 127,5 milhões de dólares do marchand suíço Yves Bouvier, que por sua vez a tinha adquirido por US$ 80 milhões.

Mas desde a transação, ambos estão envolvidos em uma batalha judicial: o empresário russo acusa o marchand de ter ficado com percentuais exorbitantes sobre as obras que vendia.

Os lances por "Salvator Mundi" começaram em 70 milhões de dólares até chegarem, paulatinamente, aos US$ 400 milhões, que terminaram em US$ 450,3 milhões, somando comissões, impostos e outras despesas.

No meio do leilão, a questão virou um duelo entre dois compradores anônimos, que faziam ofertas por telefone.

O púlico rompeu a tensão com um forte aplauso, quando se ouviu o golpe do martelo, anunciando o final do leilão.

tu-jm/spc/cd/mvv
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento