Filmes e séries

Tarantino admite que sabia de abusos sexuais de Weinstein

Charley Gallay/Getty Images for The Weinstein Co
Harvey Weinstein e Quentin Tarantino na pré-estreia de "Os Oito Odiados" em Hollywood, em 2015. O filme foi produzido pela The Weinsten Company Imagem: Charley Gallay/Getty Images for The Weinstein Co

De Los Angeles

19/10/2017 21h01

O cineasta americano Quentin Tarantino admitiu, em entrevista publicada nesta quinta-feira (19), que sabia há décadas que o produtor Harvey Weinstein cometia abusos sexuais e confessou sentir-se envergonhado por não ter feito nada a respeito.

"Sabia o suficiente para ter feito mais do que fiz", disse o cineasta, ganhador de dois Oscars, ao jornal The New York Times, citando vários episódios envolvendo atrizes famosas.

"Havia algo mais que os tradicionais boatos e as fofocas habituais. Não era (informação) de segunda mão", destacou.

Weinstein, de 65 anos, foi acusado de abuso e assédio sexual por 40 atrizes, entre elas Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino, ex-namorada de Tarantino.

A Polícia de Los Angeles abriu uma investigação sobre uma possível sexta vítima de abuso sexual.

O ex-produtor de Hollywood renunciou ao cargo no conselho administrativo de seu estúdio esta semana, depois de ter sido demitido da Presidência.

Tarantino disse ao Times ter ouvido sobre a conduta de Weinstein muito antes da publicação dos artigos deste jornal e da revista The New Yorker, que revelaram o escândalo.

"O que fiz marginalizou os incidentes", disse. "Qualquer coisa que diga agora soará como uma desculpa barata", acrescentou o diretor, premiado com o Oscar de melhor roteiro por "Django Livre" em 2013 e "Pulp Fiction" em 1995.

Weinstein e Tarantino trabalharam juntos por décadas, desde que o produtor distribuiu "Cães de Aluguel" em 1992.

Depois, ambos trabalharam em "Pulp Fiction", "Kill Bill", "Bastardos Inglórios" e "Os Oito Odiados".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
UOL Entretenimento
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento - Imagens
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Topo