Topo

Entretenimento

Iluminação da Torre Eiffel na chegada de Neymar ao PSG gera discussão

27/09/2017 15h41

Paris, 27 Set 2017 (AFP) - Nesta quarta-feira, vários vereadores de Paris expressaram desacordo com a iluminação alegórica da Torre Eiffel, em ocasiões como a recente chegada no brasileiro Neymar ao Paris Saint-Germain, pedindo que exista um consenso a respeito do tema.

Os representantes se manifestaram durante a adoção de um plano de modernização do monumento, por parte do Conselho de Paris. A reforma vai custar 300 milhões de euros.

"Vamos iluminar a Torre Eiffel para a (eventual) vitória do PSG contra o Bayern de Munique?", exclamou Nicolas Bonnet-Oulaldj, presidente do grupo comunista, fazendo referência ao anúncio da chegada de Neymar ao PSG.

Isto "gera perguntas sobre a maneira em que os vereadores estão vinculados à política de iluminação", acrescentou Bonnet-Oulaldj.

Para Pascal Julien, do partido Europa Ecologista os Verdes (EELV), a iluminação referente à "Neymar foi mal, sem acordo. Tivemos oposição de parte de muitos administradores", acrescentou o vereador.

Julian pediu "um consenso. Não é mais uma pessoa sozinha quem decide quando se ilumina, porque e quando se apaga a torre".

Segundo o Conselho da cidade, este tipo de decisões são tomadas pelo poder executivo parisiense, dirigido pela prefeita Anne Hidalgo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento