Topo

Entretenimento

Críticas à pequena cidade argentina por se dar ao luxo de ouvir 'Despacito' ao vivo

28/08/2017 14h29

Buenos Aires, 28 Ago 2017 (AFP) - Uma pequena cidade argentina de apenas 30.000 habitantes contratou o porto-riquenho Luis Fonsi para que cantasse a música "Despacito" em sua festa de 200 anos, o que custou 220.000 dólares ao fisco, confirmou o prefeito em meio a uma chuva de críticas.

"É verdade que Fonsi custou 3,8 milhões de pesos, [mas] não sei por quanto saiu toda a festa", confessou ao jornal Perfil o prefeito de Dolores, Camilo Etchevarren, da coalizão do presidente Mauricio Macri.

Segundo um comunicado da Prefeitura, Fonsi cobrou 3,861 milhões de pesos mais impostos, e foi somente uma das várias figuras contratadas para as festas que aconteceram na semana passada.

A celebração pelos 200 anos da fundação de Dolores custou uma quantia milionária para a cidade que tem um orçamento anual de 300 milhões de pesos, denunciou a oposição.

"Há 10 anos que governamos e juntamos dinheiro para poder fazer esta festa. E foi bárbaro. E se pudesse fazer de novo, faria melhor", se vangloriou o prefeito.

A oposição denunciou que a Prefeitura omitiu publicar os detalhes dos gastos da festa, que estimam ter alcançado 1,7 milhão de dólares, quase 7% do orçamento anual da Prefeitura.

sa-pb/yow/cb
 

Buenos Aires, 28 Ago 2017 (AFP) - Uma pequena cidade argentina de apenas 30.000 habitantes contratou o porto-riquenho Luis Fonsi para que cantasse a música \"Despacito\" em sua festa de 200 anos, o que custou 220.000 dólares ao fi","image":"","date":"28/08/2017 16h21","kicker":"AFP"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="entretenimento/entretenimento">

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento