Topo

Entretenimento

Show de rock é cancelado em Roterdã por ameaça terrorista

23/08/2017 17h54

Haia, 23 Ago 2017 (AFP) - Um show de rock previsto para a noite desta quarta-feira foi cancelado de última hora pela Polícia de Roterdã, devido a "uma ameaça terrorista", informou a casa de shows onde o evento seria realizado.

A informação foi confirmada pelo prefeito de Roterdã, Ahmed Aboutaleb, segundo quem a Polícia local encontrou uma van com placa da Espanha, com dois botijões de gás dentro.

O motorista da van, de nacionalidade espanhola, foi detido e a Polícia da Espanha teria informado as autoridades locais sobre a ameaça de atentado.

"Não podemos estabelecer no momento se a van com os botijões de gás está vinculada à ameaça", informou Aboutaleb, durante coletiva de imprensa.

"O motorista espanhol da van (...) foi detido e levado à delegacia de Polícia. Ele está sendo interrogando", reportou a Polícia de Roterdã no Twitter.

Mais cedo, a casa de shows Maassilo havia reportado, em sua conta no Twitter, o cancelamento da apresentação desta noite.

"Devido a uma ameaça terrorista, o show do Allah-Las não será realizado esta noite, por ordem da Polícia", postaram os encarregados da casa.

O grupo de rock californiano Allah-Las deveria se apresentar às 20H30 locais (15H30 de Brasília) nesta cidade portuária, situada no oeste da Holanda, e a casa deveria abrir às 19H30, hora local.

Agentes da Polícia, munidos de coletes à prova de balas, se posicionaram perto da casa de shows, com capacidade para cerca de mil pessoas, constatou a rádio e televisão pública holandesa NOS.

O local foi evacuado, dezenas de curiosos foram retirados e a unidade antiterrorista do Serviço de Intervenções Especiais (DSI) rastreava o local.

Uma investigação foi aberta sobre o caso, informou a Polícia.

Este incidente se segue ao duplo atentado na Espanha com veículos usados para atropelar pessoas, reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, e em um contexto de forte ameaça terrorista na Europa.

A Holanda até o momento tinha sido poupada pela onda de atentados que aterroriza seus vizinhos europeus.

Mas as autoridades permanecem vigilantes em razão dos muitos alertas dos últimos meses e de informes indicando que indivíduos ligados aos atentados de Paris e Bruxelas chegaram a entrar brevemente no país.

Em julho, um holandês, conhecido das autoridades como alguém potencialmente radicalizado, foi detido enquanto filmava o exterior do Estádio Philips, em Eindhoven (sul), um dos maiores estádios do país.

A detenção ocorreu algumas semanas depois do atentado de Manchester, Inglaterra, que deixou 22 mortos, na saída de um show da estrela pop Ariana Grande.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento