Entretenimento

Premiado cineasta sul-coreano acusado de agressão por atriz

03/08/2017 09h27

Seul, 3 Ago 2017 (AFP) - O Ministério Público da Coreia do Sul abriu nesta quinta-feira uma investigação contra o diretor de cinema Kim Ki-Duk, acusado de agredir uma atriz durante uma filmagem.

"Recebemos uma demanda penal contra o diretor Kim Ki-Duk e a Procuradoria abriu uma investigação", disse à AFP o porta-voz de um dos procuradores do distrito central de Seul.

O porta-voz se negou a fazer qualquer declaração a mais sobre o caso.

Os agentes de Kim denunciaram acusações sem fundamento e informaram que pretendem divulgar um comunicado detalhada nas próximas horas.

De acordo com a agência sul-coreana Yonhap, uma atriz, que não teve a identidade revelada, apresentou uma denúncia contra o diretor, que acusa de ter dado um tapa nela durante as filmagens de "Moebius", que estreou em 2013.

A atriz também acusa Kim Ki-Duk de ofensas e de obrigá-la a filmar uma cena nua.

Kim Ki-Duk foi premiado em 2012 com o Leão de Ouro do Festival de Veneza pelo filme "Pieta" e com o Urso de Prata de melhor diretor em Berlim por "Samaritana" (2004).

Em um primeiro momento, o filme "Moebius" foi proibido na Coreia do Sul por ser considerado obsceno.

Mas as autoridades terminaram por permitir a estreia após o corte de algumas cenas polêmicas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo