Entretenimento

Paris e Marrakech terão museus consagrados a Yves Saint Laurent

08/06/2017 17h28

Paris, 8 Jun 2017 (AFP) - Dois museus em homenagem a Yves Saint Laurent abrirão suas portas nas cidades de Paris e Marrakech em outubro, principalmente impulsionados por Pierre Bergé, que foi o companheiro do modelista francês falecido em 2008.

Esses espaços permitirão à Fundação Pierre Bergé-Yves Saint Laurent, que mantém um acervo de 40 anos de criação do estilista, expor as suas coleções.

"Temos muitos itens. Há 5.000 peças de vestuário e aproximadamente 100.000 croquis. Esses são os objetos de recordação que queremos transformar em exposição", declarou Bergé nesta quinta-feira (08) durante uma coletiva de imprensa em Paris, na qual apresentou a programação dos futuros museus.

A localização parisiense abrirá suas portas no dia 3 de outubro desse ano, durante a tradicional semana de moda da capital francesa. O local escolhido foi o hotel particular que abrigou a empresa Yves Saint Laurent por cerca de 30 anos, e que ainda é a sede da fundação.

No dia 19 de outubro, será inaugurado o de Marrakech, instalado em um novo prédio de tijolos e granito rosa, desenhado pelo escritório de arquitetura Studio KO, e localizado nas proximidades do jardim Majorelle, que pertence a Bergé e Saint Laurent.

"Em 1966, Yves Saint Laurent e eu descobrimos Marrakech, e foi amor à primeira vista", afirmou Bergé, aos 86 anos, ainda sob cuidados após uma operação ocorrida recentemente.

O empresário lembrou que, nos anos 1980, quando adquiriram o jardim criado pelo pintor Jacques Majorelle, o local "estava mais ou menos abandonado". "Havia cerca de 25 visitantes por dia. Hoje alcançamos 800.000" anuais, constatou, orgulhoso.

Esse museu marroquino, que dispõe de milhares de objetos cedidos pela fundação, tem salas de exposição, um auditório, uma biblioteca, além de um espaço de "conservação preventiva e curativa" para o acervo de vestuário.

A exposição inaugural, "O Marrocos de Jacques Majorelle", mostrará, entre os dias 19 de outubro e 6 de fevereiro de 2018, cerca de 30 obras desse artista (1886-1962), cedidas por colecionadores marroquinos, ligados à instituições e privados.

Em Paris, o museu terá uma proposta de "momento retrospectivo", por meio de salões de Alta-costura, com os modelos mais emblemáticos do estilo Saint Laurent (smoking, gabardina, estilo safári), além de mostrar a história de uma coleção, as diversas fontes de inspiração, o estúdio, etc.

Sua primeira exposição, que é provisória, sobre "A Ásia sonhada por Yves Saint Laurent". Essa, por sua vez, terá início em outubro de 2018 e encerrará em janeiro de 2019.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo