Entretenimento

Internet móvel dispara na Índia, segundo relatório

02/06/2017 08h22

Nova Délhi, 2 Jun 2017 (AFP) - A utilização da Internet móvel aumentou nove vezes em um ano na Índia, um crescimento espetacular explicado pela chegada de uma nova operadora e pela guerra de preços nas telecomunicações, de acordo com um relatório.

Os indianos consumiram com os seus telefones cerca de 1,3 bilhão de gigabytes em março de 2017, contra 150 milhões no mesmo período do ano anterior, assinalou um estudo do fundo de investimento americano Kleiner Perkins publicado nesta semana.

Apesar dos obstáculos regulamentares e técnicos, o mercado da Internet móvel e, em particular, dos dados oferece na Índia um potencial colossal.

A Índia tem um bilhão de assinantes de Internet móvel e quase três quartos da população do país não tem acesso à Internet. Em 2016, somente 350 milhões de indianos estavam conectados.

A chegada em setembro ao mercado da operadora Jio, apoiado pelos fundos do grupo Reliance Industries do magnata Mukesh Ambani, alterou a situação.

Jio provocou um terremoto no setor, cuja consolidação já estava iniciada. A operadora quebrou os preços oferecendo vários meses de dados móveis e de chamadas ilimitadas, prolongados por preços bem inferiores aos da concorrência.

A consequência foi uma drástica queda nos preços da Internet móvel. Em março deste ano, um giga para um smartphone custava 1,9 dólar na Índia, contra 4,4 dólares de três anos atrás, assinala o estudo.

Em março de 2017, Jio contava com 108 milhões de clientes e um giga de dados custava somente 17 centavos, indicou o fundo de investimento.

Na próxima década, centenas de milhões de indianos começarão a navegar na Internet por seus telefones, um mercado de novos usuários que também interessa a gigantes como Google e Facebook.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo