Entretenimento

G7 pede que grandes companhias da internet combatam conteúdos extremistas

26/05/2017 14h09

Taormina, Itália, 26 Mai 2017 (AFP) - Os líderes do G7 pediram nesta sexta-feira para que as grandes empresas que dominam a internet e as redes sociais se envolvam mais no combate a conteúdos extremistas, em um comunicado durante a cúpula de Taormina (Itália).

"O G7 pede aos provedores de internet e às redes sociais que aumentem substancialmente os seus esforços para resolver o problema dos conteúdos terroristas", aponta o comunicado assinado pelos sete países mais ricos do planeta.

"Incentivamos as empresas a agir com urgência para desenvolver e compartilhar novas tecnologias e ferramentas que melhorem a detecção automática de conteúdo que incite à violência, e estamos comprometidos em apoiar os esforços das empresas", afirma.

"Não nos enganemos: a luta está se movendo do campo de batalha para a internet", alertou a primeira-ministra britânica Theresa May a seus colegas do G7.

ob-cf/lpt/jz/me/mr
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo