Entretenimento

Bataclan vai reabrir em 12 de novembro com show de Sting

04/11/2016 15h23

Paris, 4 Nov 2016 (AFP) - A casa de espetáculos Bataclan em Paris vai reabrir no dia 12 de novembro, véspera do aniversário de um ano do ataque extremista que deixou 90 mortos, com um show de Sting, anunciaram o cantor britânico e o proprietário do local, Lagardère Unlimited Live Entertainment.

A renda do show será doada para as associações "Life For Paris" e "13 Novembre: Fraternité et Liberté", de acordo com o site oficial do artista britânico.

"Temos duas tarefas importantes ao reabrir o Bataclan: celebrar e honrar os que perderam a vida no ataque do ano passado e celebrar a música e a vida que representa esta casa de espetáculos mítica", afirmou Sting em um comunicado.

O cantor se apresentou no mesmo local no início da carreira com o grupo The Police.

Um dia depois do show de reabertura será instalada uma placa diante do Bataclan, zona nordeste de Paris, informou o canal de televisão francês BFM TV.

Depois de Sting estão programadas apresentações no Bataclan do cantor britânico Pete Doherty, da também britânica Marianne Faithfull, do senegalês Youssou Ndour, da banda tuaregue Tinariwen, da franco-israelense Yael Naim e do grupo francês FFF.

No dia 13 de novembro de 2015, durante um show da banda americana Eagles of Death Metal, 90 pessoas foram assassinadas no Bataclan por três extremistas em uma tomada de reféns que durou várias horas.

Ao mesmo tempo, outros extremistas abriram fogo nas ruas de Paris contra cafés e restaurantes, enquanto homens-bomba detonaram os explosivos presos aos corpos nas proximidades do Stade de France, norte de Paris, onde o presidente francês, François Hollande, assistia ao amistoso de futebol entre França e Alemanha.

Os atentados, que deixaram 130 mortos no total e marcaram profundamente a população francesa, foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico.

Segundo a prefeitura de Paris, em 13 de novembro será inaugurada uma placa comemorativa frente à mítica sala de espetáculos, que permanecerá fechada nesse dia.

"Esse dia será um dia de recolhimento, não faremos nada", assinalou Jérôme Langlet, diretor da Lagardere Unlimited Live Entertainment, o grupo proprietário da sala.

Sobreviventes do ataque e membros do grupo Eagles of Death Metal, que dava um show no Bataclan no momento do massacre, poderão assistir a cerimônia organizada pela prefeitura, segundo o canal BFMTV.

Depois de Sting, será realizado um show do britânico Pete Doherty, seguido por sua compatriota Marianne Faithfull, do senegalês Youssou Ndour, a banda tuaregue Tinariwen, a franco-israelense Yael Naim e o grupo francês FFF.

Outros artistas, como o francês Francis Cabrel, declinaram do convite de se apresentar no Bataclan. "É muita emoção para mim. Peço desculpas, não tenho forças", explicou o cantor.

A associação "Life Por Paris" anunciou que recordará esse triste aniversário na sede da administração do distrito 11 da capital, onde vários feridos do Bataclan se refugiaram. Também deve organizar uma mesa redonda e um show.

tsz-nip/fp/cn

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo