Topo

Entretenimento

Restauração com cimento na Grande Muralha causa indignação na China

23/09/2016 08h58

Pequim, 23 Set 2016 (AFP) - A restauração de um trecho da Grande Muralha da China, coberta com uma espessa camada de cimento cinza, está causando indignação entre os chineses, qe denunciam a desfiguração do emblemático monumento.

O trecho de Xiaohekou, com cerca de 8 km de extensão e situado na província de Liaoning (nordeste), foi construído em 1381, durante a dinastia Ming, e era considerado um dos mais bonitos da Grande Muralha "selvagem", ou seja, onde está danificada e sem restaurações.

No entanto, segundo imagens postadas na internet, as pedras do trecho estao encobertas por um cimento escuro e que destoa muito da construção.

"Parece obra de pessoas que sequer terminaram a escola primária. Se este é o resultado, melhor explodi-la", ironiza um internauta no Weibo, o Facebook chinês.

"Por que também não destruímos a Cidade Proibida de Pequim?", questiona outro.

Ding Hui, subdiretor do departamento de Cultura da província de Liaoning, admite o problema. "A restauração ficou realmente muito feia", declarou ao canal público CCTV.

As obras de reforma foram realizadas entre 2012 e 2014 para preservar o monumento após inundações, explicou em um comunicado a Administração Nacional de Patrimônio Histórico, em resposta à indignação geral.

O órgão abiu uma investigação e prometeu punir severamente os responsáveis.

A Grande Muralha é, na realidade, uma série de fortificações separadas e cujo traçado remonta a mais de 2.000 anos em algumas partes.

Foi construída para defender o país contra invasões do norte. Sua extensão atual é calculada entre 9.000 e 21.000 km, dependendo se são levadas em conta ou não as partes desaparecidas.

Cerca de um terço das partes construídas na dinasita Ming desapareceram devido à erosão e também ao roubo de pedras usadas para construir moradias.

Os autores desses roubos são passíveis de multas de 5.000 iuanes (670 euros).

rld-jug/bar/ra-app/me/cn

Weibo

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento