Topo

Entretenimento

Le Monde denuncia expulsão de jornalistas na Venezuela

01/09/2016 09h51

Paris, 1 Set 2016 (AFP) - O jornal francês Le Monde protestou nesta quinta-feira contra a expulsão de sua enviada especial à Venezuela e de vários outros jornalistas, que cobririam a grande manifestação da oposição contra o presidente Nicolás Maduro.

Marie-Eve Deltoeuf, que escreve sob o pseudônimo de Marie Delcas e é correspondente do jornal na Colômbia, foi expulsa na quarta-feira pelas autoridades venezuelanas no aeroporto de Caracas, uma medida considerada intolerável pelo diretor do jornal, Jérôme Fenoglio.

John Otis, da rádio americana NPR, e César Moreno, da rádio colombiana Caracol, tiveram o mesmo problema. "Foram obrigados a assinar um documento no qual declaram sua entrada não admissível, já que não estaria conforme as disposições da regulamentação migratória", explica Le Monde.

Apenas Keyal Vyas, correspondente do Wall Street Journal em Caracas desde 2011 e que dispõe de um visto de residente, foi autorizado a entrar no país.

Um correspondente do Miami Herald e a jornalista colombiana Dora Glottman também foram expulsos na noite de quarta.

Na terça-feira, a equipe do canal Al Jazeera teve o mesmo destino.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento