Entretenimento

Chris Brown é acusado novamente de violência

31/08/2016 22h33

Washington, 1 Set 2016 (AFP) - A polícia de Los Angeles libertou na noite de terça-feira o cantor de hip hop Chris Brown, que havia sido preso por suspeita de agredir uma mulher e ameaçá-la com uma arma de fogo, segundo os registros da prisão do condado.

Brown, de 27 anos, foi libertado depois de pagar uma fiança de 250.000 dólares, sem ter sido acusado formalmente pela promotoria, indicam estes registros.

O artista deverá comparecer a um tribunal em 20 de setembro para saber se serão apresentadas acusações contra ele, informou o escritório do promotor na tarde de quarta-feira.

Conhecido tanto pelas suas músicas quanto por suas reações violentas, Brown foi detido na terça-feira por uma suposta agressão com arma letal, informou a polícia de Los Angeles.

"Chris saiu e está bem", tuitou seu advogado, Mark Geragos. "As alegações contra ele são claramente falsas".

A polícia vasculhou sua mansão em Tarzana, subúrbio de Los Angeles, depois de receber uma chamada de emergência de uma mulher "pedindo ajuda" e declarando que Brown tinha apontado uma arma de fogo contra ela.

Depois de ter proibido a entrada da polícia em sua casa por não ter ainda um mandado de busca, Brown publicou vídeos no Instagram nos quais se identificava com o movimento Black Lives Matter, que condena a violência policial contra os negros.

"Têm de parar com esse jogo, em que me apresentam como o mau, como se estivesse ficando louco. Não é assim", disse Brown em um dos vídeos, gravado na sua casa.

"Quando conseguirem um mandado para o que precisam fazer, vão entrar aqui e não vão descobrir nada, idiotas", acrescentou. "São a pior gangue do mundo, a Polícia", completou.

Segundo o site de notícias sobre celebridades TMZ, Brown teria lançado pela janela uma sacola com a pistola e drogas.

Em junho de 2009, Brown foi condenado por agredir sua então namorada, a estrela do pop Rihanna, que sofreu lesões faciais e se viu obrigada a cancelar sua apresentação nos prêmios Grammy daquele ano.

O cantor de sucessos como "Run It!" e "Kiss Kiss" foi então sentenciado a cinco anos de liberdade condicional, a assistir durante um ano a um programa de violência doméstica e a cumprir 180 dias de trabalho comunitário.

Em 2014, ele se declarou culpado de ter agredido um homem na frente de um hotel em Washington. Em janeiro deste ano, foi acusado de agredir uma mulher em Las Vegas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo