Entretenimento

CPJ pede que exército nigeriano pare de ameaçar blogueiro

19/08/2016 08h29

Lagos, 19 Ago 2016 (AFP) - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) pediu nesta sexta-feira aos militares nigerianos que "parem com suas ameaças" contra Ahmad Salkida, o blogueiro em contato com combatentes do grupo extremista Boko Haram.

"O exército nigeriano deve parar com suas ameaças", adverte o CPJ em um comunicado, observando que o "jornalista independente (Ahmad Salkida) pode enfrentar um processo por terrorismo se não entregar as informações recolhidas (...) junto ao Boko Haram".

Em 14 de agosto, o porta-voz do exército, o coronel Sani Usman, havia lançado uma convocação de busca contra Salkida, bem como contra duas pessoas acusadas de estar ligadas ao grupo nigeriano, convidando os três a se apresentar às autoridades para interrogatório.

Alguns dias antes, Ahmad Salkida afirmou em sua conta no Twitter ter recebido com "exclusividade" o mais recente vídeo lançado pelo Boko Haram com as estudantes de Chibok, capturadas há mais de dois anos.

O blogueiro é uma figura importante na guerra contra os combatentes islâmicos. Esteve no centro das negociações abortadas com o governo do ex-presidente Goodluck Jonathan.

Residente em Maiduguri, uma cidade no extremo norte do país e berço do Boko Haram, ele foi o primeiro jornalista a conseguir uma entrevista exclusiva em 2006 com o fundador do movimento, Mohammed Yusuf.

Desde então, sempre serviu como fonte de informação fidedigna sobre o grupo islâmico, despertando as suspeitas das autoridades. Ele agora vive no exílio nos Emirados Árabes Unidos, onde possui um blog.

No dia do anúncio de sua procura pelo exército, Salkida escreveu em seu blog que pegaria "um avião para Abuja" e responderia ao convite das autoridades, sem dar uma data exata, alegando que trabalhou ao lado do governo para "libertar" as reféns.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo