PUBLICIDADE
Topo

Kremlin desmente ingerências na campanha eleitoral dos EUA

27/07/2016 07h45

Moscou, 27 Jul 2016 (AFP) - O Kremlin desmentiu nesta quarta-feira qualquer ingerência na campanha eleitoral dos Estados Unidos, depois que o presidente Barack Obama não descartou que a Rússia possa estar tentando influenciar a campanha a favor de Donald Trump.

"O presidente Putin disse várias vezes que a Rússia não interferiu nunca e não interferirá nos assuntos internos (de um país), sobretudo em um processo eleitoral", declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, em resposta a uma pergunta sobre as declarações de Barack Obama no canal NBC.

"Tudo é possível", disse Obama em uma entrevista que será divulgada nesta quarta-feira, em resposta a uma pergunta sobre a responsabilidade da Rússia no vazamento de e-mails de autoridades de alto escalão do partido Democrata.

Estes e-mails, divulgados na sexta-feira pelo WikiLeaks, colocaram em evidência que vários responsáveis do partido Democrata tentaram minar a campanha de Bernie Sanders, concorrente de Hillary Clinton nas primárias.

gtf-kat/gmo/jh/meb.