Entretenimento

Governo turco manda fechar dezenas de jornais, emissoras de TV e rádio

27/07/2016 18h07

Ancara, 27 Jul 2016 (AFP) - A Turquia determinou o fechamento de dezenas de jornais, revistas, emissoras de televisão e rádio, anunciou na noite desta quarta-feira (hora local) o Diário oficial, destacando a intensificação do expurgo lançado na mídia após a tentativa de golpe frustrado de 15 de julho.

Três agências de notícias, 45 jornais e 16 canais de televisão foram afetados pela medida.

Além disso, 23 emissoras de rádio, 15 revistas e 29 editoras também foram fechadas, acrescentou a fonte.

Nenhum dos veículos afetados foi divulgado, mas segundo a emissora de TV privada CNN-Türk trata-se, essencialmente, de meios de comunicação locais, mas também alguns de difusão ou audiência nacional.

A agência de notícias Cihan está entre eles, juntamente com a emissora pró-curda IMC TV e o jornal de oposição Taraf.

O jornal Zaman e sua versão inglesa, Today's Zaman - que fazem parte, assim como a agência Cihan, de uma holding ligada ao pregador Fethullah Gülen - também foram abruptamente fechadas.

Ancara acusou o pregador exilado nos Estados Unidos de ter orquestrado o complô contra o governo do presidente Recep Tayyip Erdogan, o que o clérigo desmente.

sjw-pt/iw/tt/mvv

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo