Entretenimento

Trump proíbe que Washington Post cubra seus atos de campanha

13/06/2016 23h07

Washington, 14 Jun 2016 (AFP) - O virtual candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira que cancelou o credenciamento dos jornalistas do The Washington Post para seus atos de campanha, no que constitui seu último ataque contra a mídia.

"Baseado na incrivelmente imprecisa cobertura e em reportagens sobre a campanha de Trump que superaram todos os absurdos, revogamos as credenciais para o falso e desonesto Washington Post", escreveu o magnata no Twitter.

Uma nota do comando de campanha de Trump informa que "já não nos sentimos obrigados a trabalhar com uma publicação que colocou sua necessidade de 'clicks' acima da integridade jornalística".

The Washington Post é o último veículo de comunicação a ser atacado por Trump, que já proibiu vários meios de cobrir seus eventos e comícios, incluindo Buzzfeed, Des Moines Register, Huffington Post, Politico e Univision.

Ao que parece, Trump ficou irritado com um artigo do jornal de Washington sobre suas declarações contra o presidente Barack Obama por sua fraca liderança no combate ao extremismo islâmico, realizadas após o massacre de Orlando.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo