PUBLICIDADE
Topo

Grande conjunto de pinturas rupestres é encontrado na Espanha

24/05/2016 13h24

Madri, 24 Mai 2016 (AFP) - Um grupo de arqueólogos descobriu um importante conjunto de pinturas rupestres de mais de 12.000 anos no norte da Espanha, informaram nesta terça-feira as autoridades locais.

As gravuras e pinturas, encontradas a 300 metros de profundidade na caverna Atxurra, localizada a cerca de 50 km da cidade basca de Bilbao, representam em sua maioria animais: cavalos, bisões, cabras e veados.

"Hoje, Atxurra pode ser considerada como a cavidade com o maior número de pinturas rupestres" do País Basco, declarou em uma coletiva de imprensa a responsável pela cultura da província, Lorea Bilbao.

Os arqueólogos estimaram em ao menos 70 o número de pinturas que representam animais e que se estendem por 100 metros, de acordo com o conselho provincial.

"Todas as grafias mostram uma notável consistência interna que pode ser atribuída, sem reservas, aos momentos finais do Paleolítico Superior", especificamente o período compreendido entre 12.500 e 14.500 anos atrás, indicou em um comunicado.

A caverna permanecerá fechada ao público para preservar as obras e devido à dificuldade de acesso.

Um grupo de espeleólogos contratado em 2014 pelas autoridades locais para explorar a caverna, descoberta em 1929, encontrou as pinturas rupestres em setembro de 2015.

No norte da Espanha existem numerosas cavernas decoradas com pinturas rupestres do Paleolítico. Algumas delas, em especial as da caverna de Altamira com sua multicolorida "Sala dos Bisões", estão classificadas no patrimônio mundial da Unesco.