PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Sem fins lucrativos, primeira retrospectiva de Banksy chega à Itália

Mostra convida à reflexão sobre temas caros ao artista: guerra, capitalismo e liberdade - Massimo Percossi/Ansa
Mostra convida à reflexão sobre temas caros ao artista: guerra, capitalismo e liberdade Imagem: Massimo Percossi/Ansa

Roma (Itália)

23/05/2016 16h58

Roma apresenta a primeira "retrospectiva" do misterioso artista urbano britânico Banksy, um desafio a esse ativista das artes, consagrado contra sua vontade.

A inauguração será nesta terça-feira (24), no elegante Palazzo Cipolla, com mais de 100 pinturas, gravuras e esculturas do insolente artista, procedentes de coleções privadas de todo o mundo.

A exposição, que vai até 4 de setembro, "não tem fins lucrativos", afirma a fundação privada italiana organizadora do evento Terzo Pilastro - Itália Mediterrâneo.

Desde o início dos anos 1990, o famoso grafiteiro rejeita a comercialização da arte, negando-se a expor galerias. Muitas vezes, critica, à sua maneira, os preços exorbitantes atingidos por suas criações geniais várias delas emprestadas por seus proprietários.

Os encarregados pela curadoria, Stefano Antonelli, Francesca Mezzano e Acoris Andipa, insistem em que se trata de uma iniciativa legítima, com enfoque educativo, por convidar à reflexão sobre os temas que inspiraram Banksy: guerra, capitalismo e liberdade.

Acoris Andipa, proprietário da galeria de Londres Andipa Gallery e um dos curadores dessa mostra, tem acompanhado a trajetória do artista. Ele confessou que não sabe como Banksy irá reagir à exposição. Não se descarta que ele manifeste seu descontentamento.

"Não tenho ideia, teria de perguntá-lo", disse Andipa em conversa com a agência France Press.

Mostra com mais de 100 pinturas obras do artista britânico acontece no Palazzo Cipolla, em Roma - Massimo Percossi/Ansa - Massimo Percossi/Ansa
Mostra traz mais de 100 pinturas obras do artista britânico no Palazzo Cipolla, em Roma
Imagem: Massimo Percossi/Ansa

Entretenimento