PUBLICIDADE
Topo

Romeno Mungiu e francês Assayas dividem prêmio de melhor direção em Cannes

22/05/2016 17h33

Cannes, França, 22 Mai 2016 (AFP) - O romeno Cristian Mungiu, com "Bacalaureat", e o francês Olivier Assayas, com "Personal Shopper", compartilharam, neste domingo, o prêmio de melhor direção do Festival de Cannes.

Em "Bacalaureat", Cristian Mungiu retrata uma sociedade romena devastada pela corrupção, enquanto "Personal Shopper", dirigido por Olivier Assayas, conta a história de uma jovem que tenta entrar em contato com o fantasma de seu irmão.

"É sempre difícil tomar uma decisão justa", afirmou Cristian Mungiu, saudando o trabalho do júri.

"Eu agradeço à minha família, que me orientou na vida", afirmou o cineasta símbolo da renovação do cinema romeno, falando em inglês e em francês.

O novo filme do diretor de "Four Months, Three Weeks and two Days", ganhador da Palma de Ouro em 2007, conta a história de Romeo, um pai disposto a tudo para que sua filha tenha entre para uma universidade inglesa.

Mungiu é o diretor mais conhecido do movimento "pós-dezembro", expressão que designa o período posterior à queda do regime de Ceausescu, em dezembro de 1989.

O outro diretor premiado este ano, o francês Olivier Assayas, lembrou que Cannes já lhe deu "muitas coisas".

O prêmio de direção "é o prêmio mais belo, que eu compartilho com um cineasta a quem admiro. A direção é algo que se inventa coletivamente; eu tenho a impressão de ter construído um coletivo e este prêmio o dividimos coletivamente", afirmou.

"Personal Shopper" conta a história de Maureen, uma jovem que quer entrar em contato com seu irmão gêmeo, já falecido. A atriz americana Kristen Stewart interpreta Maureen no longa, que mistura suspense e temática sobrenatural.

Esta é a segunda vez que Olivier Assayas, de 61 anos, um "habitué" em Cannes, dirige a atriz desde "Acima das Nuvens", de 2014, que rendeu à atriz um César de melhor atriz coadjuvante.