PUBLICIDADE
Topo

Grandes nomes da cultura britânica defendem a permanência na UE

20/05/2016 06h29

Londres, 20 Mai 2016 (AFP) - Os escritor John Le Carré e os atores Benedict Cumberbatch e Keira Knightley estão entre 282 grandes nomes das artes e cultura britânica que defendem, em uma carta publicada nesta sexta-feira, a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE).

O manifesto foi publicado nos jornais The Daily Telegraph e The Guardian a menos de um mês da votação, em 23 de junho, sobre a permanência britânica no bloco de 28 países.

"O Reino Unido não é apenas mais forte na Europa, é mais imaginativo e criativo. Nosso êxito artístico mundial se veria seriamente comprometido por uma saída da UE", afirmam os signatários.

"Abandonar a Europa seria um salto no desconhecido para milhões de pessoas que, em todo o Reino Unido, trabalham em campos artísticos e para milhões de outras pessoas que, aqui e no exterior, se beneficiam do crescimento e do dinamismo do setor cultural britânico", completa a carta.

Além dos já citados, entre os signatários também estão os atores Bill Nighy, Chiwetel Ejiofor, Kristin Scott Thomas, Helena Bonham Carter e Derek Jacobi; o grupo Franz Ferdinand e a cantora Paloma Faith, a estilista Vivienne Westwood e os escritores Tom Stoppard e Hilary Mantel.

Uma pesquisa com integrantes da Federação de Indústrias Criativas da Grã-Bretanha mostrou que 96% deles desejam permanecer na UE, por conta do acesso ao mercado europeu, dos subsídios, da livre circulação e da influência que isto representa.

O manifesto foi divulgado no fim de uma semana em que os defensores da continuidade na UE abriram vantagem nas pesquisas, 55% a 45%, segundo a média das sondagens realizada pelo instituto What UK Think.

No setor artístico, o ator Michael Caine é o nome mais famoso que se pronunciou a favor da saída da UE.

bur-oaa/fp