PUBLICIDADE
Topo

Morre escultor do revólver com o cano amarrado em um nó, símbolo da paz

Uma arma amarrada, feita por Carl Fredrik Reuterswärd, pede paz na sede das Nações Unidas, nos EUA  - Reprodução/Boredpanda/
Uma arma amarrada, feita por Carl Fredrik Reuterswärd, pede paz na sede das Nações Unidas, nos EUA Imagem: Reprodução/Boredpanda/

04/05/2016 07h36

O artista sueco Carl Fredrik Reuterswärd, escultor do revólver com o cano amarrado em um nó, exposto na sede da ONU em Nova York, morreu aos 81 anos, informou a prefeitura de Landskrona (sul da Suécia), onde ele morava.

O artista, que sofreu um acidente vascular cerebral em 1989, morreu na terça-feira (3), anunciou Kjell Thoresson, secretário de Cultura do município, cujo museu abriga uma exposição permanente de suas obras.

Reuterswärd concebeu o Colt Magnum 357 com o cano amarrado como símbolo da paz, após o assassinato em Nova York de seu amigo, o cantor e compositor John Lennon, morto a tiros em 8 de dezembro de 1980 por Mark Chapman.

Luxemburgo, que adquiriu uma das primeiras versões da escultura, doou a peça em 1988 às Nações Unidas.